É simples trabalhar em um Porsche

 

 

É muito interessante como alguns objetos, equipamentos ou situações se transformam em símbolos da perfeição, um verdadeiro objeto de desejo. Um exemplo disso são os modelos de carro Porsche, que atraem atenção incontestável de todos os públicos e se destacam como um modelo de perfeição em design, potência e funcionalidade.

 

Agora, responda a uma questão simples:

 

 Você acha que, comparado a um modelo nacional popular nas configurações mais básicas de acessórios, o Porsche ofereceria melhores condições de direção a você? Ou seja, você dirigiria melhor num Porsche ou num modelo popular simples?

 

A grande maioria das pessoas responderia que um Porsche ofereceria melhores condições, em função da segurança oferecida pelo sistema específico de freios, pela estabilidade como máquina, pela aerodinâmica. Citariam também a potência do motor e o alto poder de resposta da máquina aos comandos dados pelo motorista. Acima de tudo, falariam do conforto oferecido pelo tecnológico sistema de som, da ótima condição oferecida pelos ajustes de bancos e direção, pelo fino ajuste da temperatura, isso tudo com os controles ao alcance das mãos.

 

Todo esse conjunto de condições traduzem em nós uma boa sensação de conforto, segurança e controle, que podemos associar a uma melhor performance na atividade de dirigir.

Sim, você dirigiria melhor num Porsche!!!

 

Mas o que isso tem a ver com o trabalho e com o ambiente onde trabalhamos?

 

Paulo Afonso Rheingantz cita em um artigo: “O ambiente humano é determinado pela fisiologia dos sentidos – ambiente térmico, ambiente visual, ambiente auditivo, ambiente olfativo, ambiente tátil, ambiente higiênico e ambiente psíquico.” Isso significa que um mesmo local oferece todas essas percepções ambientais e, a cada uma delas, nossa mente e nosso corpo reagem, influenciando nosso humor, nossa sociabilidade, nossa saúde, nossa produtividade e nossa criatividade.

 

Muito calor nos deixa “moles”, desanimados. Muito frio, nos deixa agitados, incomodados. Ambientes muito escuros cansam nossa visão e baixam nossa concentração. Ambientes muito claros, nos deixam cansados. Ambientes monótonos nos fazem circular mais, frequentar mais o banheiro e copa, em busca de variação. Ambiente feio, desleixado, diminuem nossa vontade em estar no trabalho, minam a energia em voltar do almoço ou acordar cedo para trabalhar, além de reduzir a auto-estima de dizer: “eu trabalho alí”. Não é à toa que muitas vezes se associa o trabalho em repartições públicas (em muitos casos, locais poeirentos e desatualizados) a ambientes improdutivos.

 

As grandes empresas do mercado, que dependem essencialmente do serviço humano criativo ou intelectual já aprenderam essa lição e se esforçam cada vez mais em promover um ambiente confortável, seguro, criativo e agradável, que promova a interação e participação dos colaboradores.

 

Voltando ao exemplo do Porsche, e traçando uma analogia com o ambiente construído, podemos, sim, associar uma melhor performance do colaborador quando o inserimos em um ambiente adequado, seguro e confortável.

 

Daí, a pergunta: você trabalha num Porsche?

 

Compartilhe
Comente
Indique
Joga no Google
Curti!
Please reload

(11) 3057.3699   |    (11) 3052.0842

Avenida Paulista, 1499 - 16º andar

01311-200  |  Bela Vista.SP

SP

akmx.com.br

RJ

(21) 2524.1098 

Rua do Passeio, 39 - 2º  andar

20021-280  |  Centro.RJ